Aê, todo mundo

Seja bem vindo. Não espere boas maneiras ou mensagens edificantes!
Lembre-se: esse papo de 'só o amor constrói' é balela: quem constrói é o pedreiro.

quinta-feira, maio 03, 2012

Então é assim mesmo: junto tudo, dou um último adeus e me mando.
Não há qualquer razão pra permanecer aqui onde não estou, aqui onde não sou, aqui onde não caibo mais.
Não há muito o que levar: uma escova de dentes, um par de tênis, os discos do Raul e o meu Neruda, aquele que você nem se deu ao trabalho de me tomar. Aquele que passou meses se oferecendo pra ti na estante e que  tu nem tchuns!
Sentirei falta de ser o que um dia fui. Tua. tão tua, tão entregue que até esqueci de ser eu.
Não que ser eu fosse uma grande coisa, mas quando passei a ser parte de nós parecia que eu era algo mais forte, mais íntegro, mais importante...
ok, ok,  mas não faz mal, em todo o drama de segunda tem alguém que bate a porta e esquece de devolver a chave.
Tem sempre alguém a berrar de madrugada um nome qualquer debaixo de uma sacada
Tem  sempre alguém a se descabelar agarrado numa garrafa de uísque barato e equilibrado por um cigarro pela metade.
Em todo o drama de segunda tem alguém assim, se afogando em cafeína e fazendo rimas pobres ou prosas ruins.
Não se preocupe, meu bem, em todo o drama de segunda tem sempre alguém que vai chorar as mágoas   em um abnegado ombro amigo - e logo em seguida- também num ombro desconhecido.
Em todo o drama de segunda alguém rói as unhas e lamenta.

10 comentários:

Marcos Satoru Kawanami disse...

Daí eu chego que nem aquele cara do Zorra Total, e lhe ofereço o ombro amigo... XD

Mas eu não gosto dos poeminha do Neruda.

Beijunda

Ane Brasil disse...

'brigadão, Marcos!

Marcos Satoru Kawanami disse...

Obrigado não. Pode apear do bagual...

Marcos Satoru Kawanami disse...

... e tomar um mate paulista, uai!

Que aqui tem cuia e erva tómbém, tia.

=)
Marcos

Ane Brasil disse...

hahahaha!
valeu mesmo, bicho, mas, na verdade, nem preciso não... esse é um textículo 100% descolado da vida real!

Marcos Satoru Kawanami disse...

É no faz de conta que as verdades se revelam. No Mundo Das Idéias, aquele de que Platão falava.

curupira disse...

toda banda have metal mata à pau quando escreve uma balada,
abraço do Curupira

Jens disse...

Oi Princesa Ane.
Ora, ora, quem diria: por baixo da carapaça irreverente, supostamente iconoclasta, pulsa um coração romântico, sábio, sensível e observador. A realeza e seus encantos...
Gostei do texto; o Francisco também. Ele não ficou com inveja; eu sim.
Beijo, Alteza; Sorry pela ausência prolongada.

sandra camurça disse...

"devolva o Neruda que você me tomou e nunca leu..."

moça, esse texto foge completamente da sua prosa cheia de humor mas gostei um bocado, juro!

beijo e beijo

Anônimo disse...

ENTIDADE FAZ CURSO COM CONDENADO POR PLÁGIO
http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=78939
http://www.rc.unesp.br/ib/dta/Portarias2008/Pt025-2008.doc

http://cienciabrasil.blogspot.com/2011/07/um-recado-que-acabo-de-receber-de-um.html

PORTARIA I.B. No 25 DE 2 DE ABRIL DE 2008. Instaura processo de sindicância contra discente que especifica e dá outras providências.
www.rc.unesp.br/ib/dta/Portarias2008/Pt025-2008.doc

O CUSTO DE UM PLÁGIO, artigo de Ari Ferreira de Abreu
http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=84122

PROFESSOR LEONARDO GOMES SE DEFENDE, http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=79165