Aê, todo mundo

Seja bem vindo. Não espere boas maneiras ou mensagens edificantes!
Lembre-se: esse papo de 'só o amor constrói' é balela: quem constrói é o pedreiro.

sábado, abril 14, 2012

irritantemente feliz

Aí, chove em Porto Alegre, o seu bloco não saiu na rua e parece uma boa pedida ficar bundando pelo feicibuqui, certo?
Errado, erradíssimo.
Todo mundo parece irritantemente feliz.
E irritantemente otimista também!
Todos tem mensagens edificantes, exemplos nobres... tudo emoldurado em fotos de bosques, flores, pradarias, todas devidamente comidas de photoshop.
Ao fim e ao cabo, parece que entrei num livro de auto ajuda que não passou pela correção ortográfica.
Sorry, cambada, mas esse papo de "os erros do meu português ruim" nunca foram afrodisíacos pra mulher nenhuma, isso explica porque o cabra lá da música do Roberto Carlos tomou um pé na bunda bem tomado - e, de boa, a mulher já nem lembra mais que o cabeludo existe.
Então, com base em tudo isso, tô lançando uma campanha 'desmotivacional'.
Tá todo mundo tão motivado - putz, detesto essa palavra. aliás, vamos a um grande parenteses:  toda a vez que eu ouço/leio as palavras motivado e sustentabilidade eu tenho vontade de sair roubando e matando. Sustentabilidade é a nova picaretagem do momento: qualquer porra máomenus (creme, sacolinha, invólucro pra casa do caralho) neguinho põe lá um rótulo de sustentável ou ecológico pra poder cobrar o dobro do preço.
Buenas,  o papo tá bom, mas vamos ao que interessa: a campanha propriamente dita!
consiste em frase pessimistas, cínicas, bobas, feias e cara de pudim cujo intuito é desanimar os animadinhos e otimistas de plantão.
Vamos começar pelo amor:
"o amor não é aquilo que te tira o ar. Isso é uma parada respiratória"
"o amor é fogo que arde sem se ver... isso só é verdade, se você for cego"
O amor é uma flor roxa que nasce... sim, é verdade, no coração dos trouxas.
Não me agradeçam, apenas reflitam sobre a quarta lei de Murphy, paragrafo primeiro, inciso oitavo:
"Não importa qual o seu destino, o caminho será sempre contra o vento e morro acima"


5 comentários:

Marcos Satoru Kawanami disse...

...e com a lata d'água na cabeça.

Concordo que esse movimento sustentabilidade é picaretagem pra continuar minando o planeta e sem culpa e cobrando mais caro dos tonto.

Vi um filme tri legal feito aí pelos gaúcho de Alvorada. O filme é "Eu odeio Orkut", se melhorar, piora: os cara tem de continuar fazendo com pouco orçamento, é o estilo deles, perfeito! Gostei muito.

=D

Engraçadinha disse...

Ah eu dou unfollow. Dá logo vontade de mandar esse povo ir chupar um cocô taludo! Cara, me acha lá no FB pra gente trocar uns palavrões de cortesia!

Fernanda Freitas disse...

E vai você remar contrário a maré motivacional-Alice-no-país-das-maravilhas pra ver?! Logo é rotulada de a pessimista e ai, sim, começam a publicar várias coisas motivacionais no teu mural. Ou então, mandam por email também. Um brinde ao direito de não ser feliz nas redes sociais.

Anônimo disse...

Hoje não há pessoas ou instituições que não "defendam" ardorosamente a ecologia. Até fazem disso bandeira para mascarar seus obscuros interesses. Os bancos, veja vc!!!, que são os maiores financiadores desse modelo predador, também incorporaram o termo da moda e dizem estar aí atuando em nome da "sustentabilidade". Talvez os banqueiros até possam usar esse termo, mas só se for por "sustentarem-se" da agiotagem praticada contra a sociedade.

Eugênio

Ayana disse...

Eu sou bem resistente contra redes sociais, embora muito se fale em organização social (e até revolução) pelo Twitter e Facebook. Eu concordo que a ferramenta é interessante, o problema é o uso que os internautas fazem dela. Além das pessoas serem irritantemente felizes, como você disse, e "populares" com centenas de amigos, eu também as vejo como pessoas que carecem de atenção e tentam tornar suas vidas mais interessantes do que realmente são. E o Facebook facilitou muito essa interação virtual, porque hoje as pessoas podem ficar se cutucando e curtindo qualquer link por um pouco de atenção. Para mim, as redes sociais são dinâmicas demais, e o meu ritmo de interação na internet é muito lento. Quer dizer que sou preguiçosa mesmo ^^
Bom, vim retribuir sua visita no meu blog e achei incrível a sua forma de escrever. Não conheço muitos blogs com este humor crítico!
Meus parabéns! Beijinhos e até mais!