Aê, todo mundo

Seja bem vindo. Não espere boas maneiras ou mensagens edificantes!
Lembre-se: esse papo de 'só o amor constrói' é balela: quem constrói é o pedreiro.

quinta-feira, março 12, 2009

Voltei, Recife...

... foi a saudade que me
trouxe pelo braço. Quero ver novamente vassouras na rua
abafando

tomar umas e outras e cair
no passo


Sete dias em Recife com nego véio. Bem, voltamos ambos apaixonados por tudo e pensando em transferências.
Ainda estou meio tonta, meio bêbada de tudo: o tumulto da cidade grande, da verdadeira metrópole que é Recife, com "rios, pontes e overdrives, impressionantes estruturas de lama", suas pontes transbordando história, o contraste entre Joana Bezerra e o Pina, a beleza de Itamaracá, nadar com os peixes em Porto de Galinhas, a paisagem monótona dos canaviais na beira da estrada, a imensidão complexa dos mangues....
Agora, de verdade, eu fiquei foi apaixonada pelo povo do Pernanbuco. Gente boa, altiva, simpática. Uma gente que tem orgulho da sua identidade e da sua história, sem ser besta (tipo o gaúcho) e antenada no resto do mundo.
Fiquei apaixonada por Josivan, o menino de 11 anos que me vendeu uma sombrinha e, no dia seguinte perguntava porque eu não ia morar lá... e prometeu me ligar, caso soubesse de algum emprego pra mim no Recife.
Apaixonada por Dinarte Lira, músico da noite, que embalou a nossa cerveja Nobel e nossas fritadas de camarões ao som do melhor da MPB.
Apaixonada por Edson, um cabra que fez parte do projeto "guia mirim" do saudoso dom Helder Câmara, e hoje é um homem responsa que nos guia pelas ladeiras de Olinda.
Apaixonada por Rita de Itamaracá, que faz um doce de cajú delicioso - snif, snif, só trouxe um pote...
Apaixonada por Lena, que me fez sair do regime com sua cocada MARAVILHOSA...
Apaixonada por Wagner, que nos levou a Itamaracá, e nos mostrou, em boa viagem, a ocupação "Barack Obama... essa história é maravilhosa, eu tenho que contar: uma obra abandonada no bairro da boa viagem foi invadida por sem-tetos... e eles colocaram o nome da ocupação de "BARACK OBAMA", isso foi a coisa de 2 meses atrás....
E Edinilson? Edinilson mora com sua esposa e uma neta no meio da mata atlântica em Itamaracá... uma casa feita de plha, cães, galinhas, bicho preguiça e macacos no quintal... e nos convidou pra comer fruta-pão recheada com camarão... um cabra especial, com certeza. o convite foi aceito, só resta saber quando vamos marcar.
Apaixonada pelo vendedor de castanhas cujo nome não sei... o cabra morou no Rio Grande do Sul, em Meca e me ensinou árabe na beira da praia - Chucrán, habib.
Apaixonada pelo menino(sic) de 70 anos que nos abasteceu de ceva gelada um dia inteiro em Boa Viagem
Apaixonada pelo menino Alex Souza, que tá esperando que eu ponha no You Tube o seu vídeo pintando azulejos pra mim - calma aí, vou editar...
Apaixonada pelo barqueiro Pacote, que nos garantiu fortes emoções em Itamaracá....
Apaixonada pelo povo do mercado de São José... aliás, o mercado de São José e seus arredores me deram a certeza de que eu quero ir morar lá... é uma muvuca sem tamanho, lojinhas populares coladas umas nas outras, sacoleiras, ambulantes... a vida de verdade pulsando, longe do cartão postal. Sim, ali é meu lugar. Minha alma é pernambucana.
Tô apaixonada por todos os homens do Recife, que dançaram com gosto ao som do Maracatu Leão Coroado e de Alceu Valença, em 06 de março, lá no marco zero.
Meninas, atenção: homem pernambucano é o que há: eles dançam porque gostam - e sabem o que tão fazendo.
Apaixonada por Glória, nossa guia sempre atenta, contando a todos pra não deixar sobrar nenhum.
apaixonada por todas as linhas de ônibus do Recife: Remédios, Prazeres, Linha do Tiro, Piedade, Caixa d'água...
Apaixonada por Regina Célia, do Sheherazade, a quem não encotrei por pura bocabertice minha - ou macumba grossa...
Enfim, minha alma pernambucana se fartou a caldinho de feijão na beira da praia, a cerveja nobel, queijo coalho, tapióca e pau do índio. Pau do índio é o tipo de coisa que é boa de olhá, boa de pegá, boa de cheirá, mas melhor ainda de tomá hehehehe
Bem, mas tudo o que é bom dura pouco... e, voltando à província já me estressei com saldo bancário gente chata, gata histérica e a minha própria chatice, que aflora quando estou abaixo dos trópicos.

9 comentários:

Jens disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jens disse...

Oi Princesa Ane.
Ainda bem que você voltou. Em razão da tua ausência, já estava pensando em cometer um gesto tresloucado, como atear fogo às vestes, cortar os pulsos ou me atirar nas águas poluídas do Guaíba.
Agora, puxa, quanta paixão nesta viagem. Você diz que está apaixonada por todos os homens do Recife, que dançaram com gosto ao som do Maracatu. Humppft! Se a dança é o preço da tua paixão, me disponho a dançar a Chula. Que tal?
Deixo meu registrado meu protesto contra o adjetivo "besta" com o qual você qualificou o nosso valente e amado povo. Nós, gaúchos, não temos culpa de ser melhores do que os outros (o Brasil e o resto do mundo inclusos). Simplesmente fomos abençoados pelo Senhor.
Desejando que a tua traição aos valores do Pampa seja apenas momentânea, me despeço altaneiro (este negócio de humildade não não combina com bagual), com um beijo casto, mas molhado de saudade.

Moacy Cirne disse...

Menina, Recife e as pernambucanas são de fato adoráveis e apaixonantes. Se bem que Recife mudou muito (até Natal mudou bastante): amo a Recife dos anos 60 e ainda amo o carnavalfrevança do Marco Zero, hoje. Da próxima vez, procure conhecer Sandra Camurça, viu?!?

Um beijo

Diane Lorde disse...

Bem-vinda à vida nossa de todos os dias!

Marcelo Mendonça disse...

Recife é SHOW!!!! grande abraço Ana, agora o ano começou

Sheherazade disse...

Mulé!
Ai como eu amei este post ... Por que será? Fiquei até com um ciuminho básico por não ter tido o privilégio de estar entre os que aqui te recepcionaram tão bem. Tem nada não: Vou lá no Piaba de Ouro, mandar desfazer o ebó que botaram pra gente não se encontrar e, da próxima vez, como já prometí, vou fincar pé, de plantão no "zeroporto", pra tu e nêgo véi não me escapar nunca mais, visse?
Mas se tu provasse da cocada de Lena e da passa de caju de Rita, tá batizada, minha nêga! Quero ver tu não voltar!!!

Xêro pernambucano pa tu!

sandra camurça disse...

Menina!!! Que é que cê tá esperando? vem pra cá! rsrs. Mas olha, agora falando sério, quando a gente tá de férias conhecendo uma cidade nova, tudo parece divino maravilhoso. a vida aqui tb é difícil ,viu? mas eu amo meu Recife!!!AMO!

Fazia tempo que eu não passava por aqui e que surpresa maravilhosa, essa!

Beijos.

jorginho da hora disse...

Menina, se tu vier morar nestas bandas de cá, não deixe de passar pela Bahia. Tu não sabe, mas por aqui rola uma ciumeira danada entre nordestinos. Se tu foi em Recife vai ter que visitar Salvador!

Mil beijos!

Engraçadinha disse...

Porra!
Vc trouxe Recife inteira na memória hein?
Q lindo post.

Querida, vou pedir seu voto aqui:

http://avenidaq.com.br

Bjs e obrigada.