Aê, todo mundo

Seja bem vindo. Não espere boas maneiras ou mensagens edificantes!
Lembre-se: esse papo de 'só o amor constrói' é balela: quem constrói é o pedreiro.

domingo, agosto 12, 2007

ode à escala(ou como escapar de almoços de família)

Uma das grandes vantagens de trabalhar em sistema de plantão é a desculpa.

Marcaram um jantar de família? Diga consternado: puxa, eu tenho plantão no dia seguinte.

Dia das mães? Plantão! (isso é ótimo pra resolver aquele conflito clássico: almoçar com a mãe ou com a sogra? Tá resolvido: você não almoça com nenhuma das duas e não é obrigada a discutir a relação com o nego véio. Ah, você não é casou mas tem 2 mães (sim, gente, é possível, sou testemunha disso) Ligue pras duas e diga: O Bonito (meu chefe) me colocou de plantão... sinto muito.

Natal. Natal é uma desgraça, cá entre nós: aquela parentada tudo meio bêbada, criançada choromingando presente... nada disso: plantão. "Bah, tenho plantão dia seguinte..." resultado: tal qual a Cinderela, antes da meia noite eu caio fora. Eu hein?

Hoje é dia dos pais. Bem, adivinhem onde eu estou? Dou um doce pra quem adivinhar! PLANTÃO. I LOVE PLANTÃO. Graças ao plantão eu escapo de todos os compromissos sociais aos quais a boa educação me obriga a ir (mas o meu péssimo humor me impede de comparecer... )

Se alguém, por algum acaso, quiser um álibi pra próxima data festiva, me dá um toque que eu falo com O Bonito pra te encaixar na escala

.

.

.

.

Hei, ainda tem algum pai (paiaço) esperando aindaum feliz dia dos pais? ah, vapá...



9 comentários:

Millena disse...

Adorei!!!
Ótima desculpa!
E quanto ao dia dos pais:: concordo totalmente.

zealfredo disse...

Certo, mas devo acreditar que a parentada de sangue e emprestada não lê o teu blog!...

:))

caio teixeira disse...

Eis que coloco um tal de Google Analytics e descubro que quase metade das visitas que meu, humilde, blog recebe o acham a partir deste aqui! Fico grato pelo link...

Quanto à sua dissertação sobre plantão digo o seguinte: plantão de cú é rola! Você tem sorte de pegar plantões nas horas convenientes, eu tive de passar o carajo do ano novo estourando uma cereser com o segurança do prédio onde trabalho e assistir a queima de fogos da Av. Paulista do 9° andar... Não foi nem um pouco divertido! Sem falar que eu sempre cago tudo durante o plantão, pois a tendência é que minha eficiência (se é que tenho tal) se reduz à 3/4...

Prefiro matar um tio de um amigo a cada compromisso familiar babaca para poder pular a confraternização...

Yvonne disse...

E eu que não trabalho mais? É flórida. Beijocas

Adriano Bichano disse...

Isto é lindo, mas eu no Rio de Janeiro aproveitei ao máximo e fiquei bematestado com a Angela Dutra de Menezes. Fiquei a saber que o meu avô andou por lá a "semear" e nunca mais apareceu em Portugal. Pois é, da nossa vida só se consegue ver a capa que a envolve, mas ninguém é capaz de dewscortinar os fortes mandamentos que a regem por dentro.
Vinde ao meu blogue e gozai a vida.

poeta matematico disse...

kkkkkkkkkkkkkk

Bem, bem...

Anti-social eu não sou.

Então nada de plantão pra mim...

BEIJOS

Sheherazade disse...

Menina, tu és uma mulher feliz! Ah! Eu quero um plantão também ...O nó é que se eu for dar essa desculpa a alguém, vão pensar que eu tô, mesmo, é rodando bolsinha no calçadão, porque eu não tenho porranenhuma pra fazer que exija horário algum, já que sou uma vagabunda de carteirinha desde que me aposentei, né?
Vir aqui na calada da noite é sonífero puro, porque eu vou dormir levinha, que nem pena.

Beijossssssssssss

Walter Carrilho disse...

Eu não tenho plantão, mas arranjo um monte de trabalho para fim de semana. É a única razão para a gente curtir a exploração de ser funcionário!

Engraçadinha disse...

Ih caraca!
Esqueci de ligar pro meu pai...